FCDL/SC entra na campanha de combate ao Aedes aegypti

A Federação das CDLS de Santa Catarina aderiu à campanha da CNDL de combate ao mosquito transmissor da dengue, Zika vírus e febre da chikungunya , as três doenças mais citadas nos últimos meses. O objetivo é fazer com que as CDLs de todo o Estado repercutam as dicas da campanha que quer exterminar o Aedes aegypti. Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC, argumenta que “em tempos em que os casos das doenças só aumentam, a união de todos é fundamental para conseguirmos eliminar os focos do mosquito”.

Segundo o boletim 05/2016 da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, desde o início do ano até o último dia 06 de fevereiro, foram notificados confirmados 155 casos de dengue (há outros 683 aguardando resultado da investigação), 49 suspeitas de febre de chikungunya e cinco confirmações de Zyka e outras 30 investigações.

Para denunciar possíveis criadouros, a FCDL/SC recomenda que todos façam o download do aplicativo Dengue SC, do Governo do Estado, disponível gratuitamente para os sistemas IOS e Android. Por lá, é possível tirar uma foto e encaminhá-la para automaticamente à plataforma. Os dados ficarão à disposição da Sala de Situação do Estado, em Florianópolis, responsável por acionar a equipe local para verificação e, por meio de seus agentes, fazer o combate.

Por meio do portal www.dengue.sc.gov.br, do Governo do Estado, há ainda dicas e orientações sobre as três doenças, a relação do vírus com a microcefalia, além de boletim epimediológico atualizado e materias que campanha que podem ser utilizados na divulgação de informações sobre o mosquito.

zika(1)