Setor de Cobranças agiliza negociação de dívidas

Lojistas associados da CDL Palhoça contam com uma importante ferramenta para a recuperação de capital

As dívidas são um problema tanto para os lojistas e prestadores de serviços quanto para o cliente. O empresário que não recebe os valores fica sem capital de giro, enquanto o consumidor fica com restrições para novas compras. Por isso, a melhor forma de resolver este problema é por meio de um acordo entre ambas as partes. E é assim que funciona o Posto de Atendimento e Conciliação (PAC) da CDL Palhoça, inserido dentro do Setor de Cobrança da entidade.

Criado no final de 2016, o PAC é uma extensão do Fórum de Palhoça dentro do espaço físico da CDL, atendendo principalmente demandas de cobrança judicial dos associados.

O Presidente da CDL Palhoça, Josué da Silva Mattos, explica que o serviço é o resultado de uma parceria firmada entre o Tribunal de Justiça de Santa Catarina e a entidade: “Dentro do nosso Setor de Cobranças, já foram realizadas dezenas de audiências por meio do PAC, beneficiando clientes e lojistas associados. Isto acontece porque o atendimento na CDL é realizado de forma rápida e com a mesma eficácia obtida naquele órgão do Judiciário”.

E as vantagens para os associados não são poucas: há agilidade na negociação de dívidas; o custo para a utilização do serviço é baixo, variando de acordo com a quantidade de débitos que o empresário incluir no PAC, as audiências de conciliação são marcadas para aproximadamente 30 dias; todos os acordos são homologados judicialmente e possuem força de título executivo.

Já o consumidor também retoma novamente o poder de compra, retornando de modo rápido ao mercado e com a opção de compras parceladas.