Reunião trimestral com o prefeito: CDL Palhoça apresenta assuntos de interesse do comércio

Reunião trimestral com o prefeito: CDL Palhoça apresenta assuntos de interesse do comércio

A reunião trimestral entre a Diretoria da CDL Palhoça e o Prefeito Eduardo Freccia, programada já nos primeiros dias de seu governo, visa tratar dos principais assuntos que dizem respeito ao comércio e à cidade, têm-se mostrado bastante proveitosas.

Nestes encontros a CDL Palhoça apresenta ao Executivo Municipal as principais demandas e preocupações do setor. Em contrapartida, inteira-se melhor sobre as ações em andamento da Prefeitura de Palhoça.

Na reunião realizada no último dia 20/05, às 9:00, na PMP, foram abordados os seguintes tópicos, que merecem destaque:

Trânsito

Cobrada uma solução urgente, pelos transtornos que vêm sendo causados. O Prefeito explicou que as mudanças realizadas decorreram de exigências da Concessionária Litoral Sul. Porém, em função do caos criado e das muitas reclamações, foi necessário uma readequação.

Sobre a sugestão da CDL de contratar serviços técnicos de engenharia de trânsito especializados, Freccia informou que está sendo contratando o Labtrans da UFSC, para a elaboração do  Plano Municipal de Mobilidade. Além disso, a PMP também está trabalhando na atualização do Plano Diretor, que é de 1993, e, portanto, já bastante defasado.

Mudanças de Feriados

A CDL cobrou que sejam transformados em Ponto Facultativo todos aqueles feriados possíveis, pois isto beneficia o comércio em geral e ajuda a girar a economia local.

Pediu todavia, que tais definições sejam feitas com maior antecedência para permitir uma melhor programação dos lojistas e divulgação da CDL. Isso evitaria os transtornos da mudança em cima da hora, como aqueles decorrentes do feriado de 24 de Abril.

Programa Juro Zero

Pela dificuldade de acesso a financiamentos bancários pelas altas taxas de juros atualmente praticadas, a PMP havia acenado com a criação de um Programa próprio, em parceria com alguns bancos, para a concessão de microcrédito a juros subsidiados. Porém, está havendo uma demora excessiva.

Cobrado a respeito, o prefeito justificou que a PMP precisa reformular os cálculos de taxas de juros, posto que nas primeiras simulações realizadas, os valores dos parcelamentos mostraram-se inexequíveis.

Regulariza Palhoça

Programa já prometido na reunião anterior, destina-se à regularização a custos mínimos, de imóveis não totalmente legalizados junto ao município. Foi informado que a demora deve-se tão somente agora, à tramitação do respectivo PL na Câmara Municipal.

Falta d’água

A CDL apresentou a preocupação dos empresários palhocenses sobre um possível novo colapso no abastecimento de água no município, especialmente nos meses menos chuvosos que estão por vir.

O gestor municipal então explicou que a outorga para o gerenciamento dos recursos hídricos (captação e tratamento) em Palhoça é da CASAN, cabendo ao SAMAE apenas o seu respectivo processo de distribuição.

Providências foram tomadas desde os últimos incidentes no ano passado nesse sentido, tendo a CASAN aumentado a captação no Rio Cubatão de 1 para 3 bombas.

Você em Dia

Programa em desenvolvimento para a redução e/ou eliminação de juros e multas sobre débitos para com o Município, será de grande ajuda para a regularização de débitos do contribuinte (PF e PJ) junto à Prefeitura.

Câmeras de Monitoramento

Com suas instalações inicialmente previstas para fevereiro deste ano, as 252 câmeras de monitoramento finalmente começaram a ser instaladas. Porém a passos de tartaruga. A explicação é que a PMP depende inteiramente da CELESC (responsável pelas suas ligações elétricas nos postes), que não está dando conta de suas demandas normais, criando um grande gargalo no processo.

Guarda Municipal na Praça

Deslocada para ajudar a gerenciar as tumultuadas mudanças no trânsito, deve retornar seu plantão na Guarita da Praça 7 de Setembro nos próximos dias. Nesse ínterim, o número de roubos a fios no centro da cidade disparou.

Calçadas da Rio Branco

Obra que não termina mais, continua sem previsão de término. A empresa contratada não está conseguindo dar conta do que assumiu; e, por isso, está sendo feita a rescisão do seu contrato.

A PMP vai chamar a segunda colocada na licitação. Caso a empresa não aceite, a prefeitura terá que abrir um novo processo de licitação, o que pode demorar ainda mais para a conclusão da obra.

Bancos na Ponte Imaruim

Com as saídas do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal da Ponte, as atividades financeiras dos moradores e comerciantes daquele bairro ficaram bastante prejudicadas. Além deste problema, a saída também gera mais carros nas ruas para os deslocamentos às agências bancárias do Centro. Por isso, ficou acertada a tentativa de chamar as Cooperativas de Crédito para suprir essa lacuna.

 

Quer saber mais iniciativas da CDL Palhoça para melhorar a situação dos lojistas e empresários da nossa cidade? Acompanhe nossas redes sociais e veja as atualizações!