Archive for Fevereiro, 2016

Universidade do Enem democratiza acesso ao estudo

Presidente da Federação assina termo de cooperação com a Universidade do EnemPromover o acesso de milhares de pessoas ao ensino superior, possibilitar a certificação do ensino médio e incentivar o estudo para jovens e adultos. Estes são os principais objetivos da FCDL/SC ao lançar na quinta-feira, 25 de fevereiro, em sua sede, em Florianópolis, a parceria com a Universidade do Enem, curso preparatório online para o Exame Nacional do Ensino Médio para 2016. Isento de mensalidade, o investimento para acesso a todas as funcionalidades da plataforma é de apenas R$ 35. Com este valor, o aluno terá 272 horas de aula ao vivo, durante 70 dias.

No lançamento, o presidente da FCDL/SC, Ivan Tauffer, e o idealizador do curso e do portal www.universidadedoenem.com.br Ricardo Althoff, assinaram um termo de cooperação. Desta forma, a Federação divulgará e incentivará suas 206 CDLs a informar seus associados e não associados sobre esta ferramenta. Em Santa Catarina, a previsão é atender até 10 mil pessoas. “Com o curso, democratizamos o acesso ao estudo. As pessoas de municípios pequenos ou que vivem distantes de grandes centros terão a chance de, com um baixo investimento, se prepararem para esta prova, que é a porta de acesso à universidade”, destaca o presidente Ivan.

“Estando com a Universidade do Enem, a Federação faz sua parte de responsabilidade social e educacional. O curso vai mudar a vida de muita gente. Por meio dele, elas podem garantir não só o acesso ao curso superior, como também a certificação de graduação do ensino médio”, diz Ricardo.

Parceria é lançada no auditório da sede da FCDLSC, em FlorianópolisO site já está no ar e suas telas são adaptadas para computador, tablet e smartphone. Os interessados já podem se cadastrar gratuitamente para teracesso às pílulas do conhecimento (vídeos pré-gravados com conteúdos exclusivos de matérias questionadas no ENEM), notícias e dicas sobre o Exame. A partir de maio, as inscrições, cujo valor é R$ 35, já podem ser pagas. As aulas iniciam em 18 de julho, encerram em 21 de outubro e serão ministradas de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h30. “Quem se inscrever ficará apto a desenvolver todas as habilidades dentro de todas as competências exigidas em todas as disciplinas do Enem”, explica o diretor pedagógico da Universidade do Enem, Gabriel Alexandre de Castro Costa.
“Atualmente, a prova responde por 30% das vagas disponíveis para acesso ao ensino superior”, completa.

Plataforma interativa, os alunos poderão tirar suas dúvidas durante a aula em um chat ou em fóruns que serão realizados nos dias subsequentes às atividades. Os materiais podem ser salvos por meio de download sendo, assim, acessados a qualquer hora do dia ou da noite. A redação, que corresponde a quase metade da nota da prova, não ficou de fora. Duas vezes por semana os inscritos terão aulas de redação e, uma vez por mês, poderão encaminhá-la aos professores orientadores para receberem dicas de aprimoramento de texto. “Estamos muito satisfeito com esta parceria. A educação é a porta para termos um país melhor e mais justo”, declara o presidente da FCDL/SC.

SOBRE O ENEM:
Com a nota obtida no Enem, o estudante pode tentar uma vaga na Educação Superior por meio do programa Universidade para Todos (ProUni), que permite a estudantes brasileiros de baixa renda obter bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em instituições particulares de Educação Superior, e em universidades privadas e públicas.

O resultado também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras e ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos podem também obter a certificação do Ensino Médio por meio do Enem.

> Publicado originalmente no site da FCDL.

6ª Reunião do Clube Mulher CDL Palhoça

clubereuniaoNa última quarta-feira, 24/02/2016, o Clube Mulher da CDL Palhoça realizou sua Sexta Reunião. O encontro aconteceu no espaço de eventos do Condomínio Vivare, no bairro Pagani.

Desta vez, a reunião contou com uma roda de conversa que trouxe o tema “Mulher mais feliz”, e foi mediada pela coach de mulheres empreendedoras, Cris Nicolleti.

“A noite foi muito agradável e de muito aprendizado”, revelou a diretora de eventos da CDL, Graziele Batista, que também realizou uma dinâmica de relacionamento entre as empreendedoras.

No encerramento da noite, um delicioso coquetel para as convidadas.

CDL Palhoça: Investimentos marcaram o ano de 2015

 

cdlCom o crescimento apresentado pela CDL Palhoça nos últimos anos, muitas mudanças foram incorporadas ao cotidiano da entidade. “Vivemos um processo de constante evolução, sempre trabalhando para o desenvolvimento dos nossos lojistas e do nosso município”, define o presidente da CDL, Josué da Silva Mattos. E em 2015, essas transformações se tornaram ainda mais profundas com a reestruturação pela qual passou a entidade, humanizando sua estrutura física, informatizando os processos, ampliando a comunicação interna e externa, além de profissionalizar ainda mais o trabalho com seus associados e o público em geral.

No ano que passou, as atividades da CDL Palhoça foram desenvolvidas sobre quatro matrizes, sendo estas: Área Organizacional; Inovação & Novos Negócios; Mídia & Promoção do Comércio; Responsabilidade Social.

Na Área Organizacional, as ações incluíram a criação do Manual de Ética de Trabalho, que incluiu uma campanha em prol de melhor organização dos processos individuais, com diminuição de papéis; entre outros. Também foram desenvolvidas a Agenda de Eventos do ano, bem como foram fechados os contratos com os locatários nas salas do piso inferior da sede. Outro destaque foi o desenvolvimento de um novo site da entidade.

Já na área de Inovação e Novos Negócios, foi criada e implementada a sistemática de eventos sócio-motivacionais (Zumba; Outubro Rosa/Chá de Lenço, Natal Mágico/Desfiles, etc.); também houve a criação e implementação de encontros do Clube da Mulher CDL, bem como a conclusão da negociação com a 3ª Vara Cível para a implantação de um Posto de Ingresso de Pequenas Causas na CDL; além disso, foi criado um Setor de Cobranças de dívidas dos lojistas; destaque ainda para a criação da Certificação Digital e os novos convênios firmados.

Na área de Mídia e Promoção do Comércio, foram criadas feiras sazonais de queima de estoque e eventos promocionais para retenção dos consumidores no município (“Bazar da Moda” e “Feirão do Imóvel”), com acordo fechado para repetirem-se ambos os eventos anualmente. Um ponto de destaque foi a sedimentação do marketing como atividade permanente da CDL, através do Departamento de Eventos; além disso foram realizados diversos encontros tanto do Clube Mulher CDL quando do Núcleo Imobiliário, ambos criados em 2015.

Por último, na área de Responsabilidade Social, foi realizada uma aproximação com um grupo que está se organizando para criar o Observatório Social em Palhoça, que será uma importante ferramenta de fiscalização da sociedade. O destaque dessa área foi a realização da 4ª Stammtisch em parceria com a ACIP, uma grande festa que uniu toda a cidade.

 “Todas estas realizações só foram possíveis graças à dedicação de nossa equipe e, claro, à confiança de nossos lojistas que consideram a CDL sua legítima representante e referência em serviços de apoio aos negócios empresariais de Palhoça e região”, destaca o presidente da entidade. Cabe ainda destacar o trabalho e a parceria de toda a diretoria da CDL, composta também por Maria de Lourdes Rosa (vice-presidente), Sidney Luchtemberg (diretor de SPC), Maria Zélia Ferreira Duarte (vice-diretora de SPC), Raul Roberto Weiss (diretor financeiro), Joel Guarezi Trento (vice-diretor financeiro), Anderson Silveira de Souza (diretor secretário), Alaécio Monteiro Silvy (vice-diretor secretário), Maurino Antônio da Rosa (diretor de patrimônio) e Eliete Maria Martins (diretora social). Também compõem o Conselho Fiscal da entidade Estefano Adolino Franscisco (1º titular) e seu suplente Nilsonei Martins, Eduardo Lara Souza (2º titular) e seu suplente Almir Anísio Rosa, Luciano Torrens (3º titular) e seu suplente (Kizzi Guedert Malagotti). E há ainda a colaboração de Luiz Otávio Baasch (superintendente), Karen Quadros de Medeiros (secretária executiva) e Graziele Batista (diretora de eventos), todos contribuindo para o sucesso da CDL Palhoça.

“Ano passado, fizemos muitos investimentos em estrutura e pessoal, além de conquistarmos parcerias promissoras. Não foi por acaso que crescemos aproximadamente 39,84%, um número ainda mais expressivo quando levamos em conta o fraco desenvolvimento econômico do país. Neste ano, os diretores serão como novos motores, ampliando a potência da CDL Palhoça no comércio da região. Por esse desempenho, recebemos uma Premiação da FCDL no valor de R$ 5.000,00, divididos entre nossos colaboradores”, aponta Josué.

Calendário e mapa do município

Os associados e diversos lojistas de Palhoça já estão recebendo de presente duas ferramentas fundamentais para o dia a dia de seus negócios. A primeira delas é um calendário de mesa com um resumo mês a mês das principais ações da CDL Palhoça. A outra ferramenta é um mapa do município, indispensável para conhecer o lugar em que se vive e trabalho.

 

Como engajar os jovens da Geração Y no trabalho

cliquePor Alexandre Slivnik*

Eles resolvem tudo na velocidade de um clique e possuem uma percepção de realidade distinta das anteriores, porque cresceu com a sensação de que as distâncias são menores. Eles desenvolveram suas habilidades de relacionamento pessoal com base nos relacionamentos virtuais. E, na internet, agilidade e proximidade são palavras de ordem.

Os jovens da Geração Y, que também é conhecida como “Millennials”, vêm transformando os processos, deixando as relações mais horizontais, fazendo com que as empresas fiquem mais dinâmicas e mostrando que unir paixão e trabalho é a melhor maneira de aliar a realização pessoal com a profissional.

Grande parte desta geração encara o trabalho como uma experiência que favoreça a troca de conhecimento, porque eles precisam sentir que podem compartilhar também opiniões, ideias e dúvidas com os chefes e os colegas. Somente nesta atmosfera livre que a motivação e o engajamento se propagam.

Os Millennials têm de sentir que são importantes para o crescimento e o desenvolvimento de uma organização, precisam perceber que a sua bagagem está em plena expansão.

Mas ampliar conhecimento apenas não basta. É preciso buscá-lo. Lógico que a vivência que se dá no dia a dia do trabalho é fundamental para a formação de uma carreira sólida, mas investir em cursos e formações extras, voltadas ao mundo corporativo, torna-se valioso!

Aqueles que querem ir além da média, ganharão uma experiência significativa tanto no âmbito pessoal, uma vez que terá contato com outros executivos aumentando assim a sua rede de network, e também profissional, porque contará inúmeras vantagens frente aos demais colegas que não investiram. Afinal, ter formações extras podem ser um diferencial para quem quer ter destaque.

Vejo os profissionais mais jovens como os mais interessados em formação que tenha curto prazo, afinal, sabemos que eles têm uma necessidade natural de crescimento rápido.

Na busca pelo conhecimento, há duas fases que são mais necessárias. A primeira é após cinco anos da primeira formação (graduação), pois é geralmente onde o profissional já tem o contato da prática da teoria aprendida na universidade.

O segundo, vem com 15 a 20 anos de experiência, pois é quando, normalmente, o profissional, está buscando o topo da sua carreira. Ao entender essas nuances, as empresas conseguirão engajar melhor essa nova geração de funcionários.

> * Alexandre Slivnik é sócio-diretor do Instituto de Desenvolvimento Profissional (IDEPRO), diretor-executivo da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) e diretor geral do Congresso Brasileiro de Treinamento e Desenvolvimento (CBTD)

> Fonte: Portal No Varejo

FCDL/SC entra na campanha de combate ao Aedes aegypti

zika(1)A Federação das CDLS de Santa Catarina aderiu à campanha da CNDL de combate ao mosquito transmissor da dengue, Zika vírus e febre da chikungunya , as três doenças mais citadas nos últimos meses. O objetivo é fazer com que as CDLs de todo o Estado repercutam as dicas da campanha que quer exterminar o Aedes aegypti. Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC, argumenta que “em tempos em que os casos das doenças só aumentam, a união de todos é fundamental para conseguirmos eliminar os focos do mosquito”.

Segundo o boletim 05/2016 da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, desde o início do ano até o último dia 06 de fevereiro, foram notificados confirmados 155 casos de dengue (há outros 683 aguardando resultado da investigação), 49 suspeitas de febre de chikungunya e cinco confirmações de Zyka e outras 30 investigações.

Para denunciar possíveis criadouros, a FCDL/SC recomenda que todos façam o download do aplicativo Dengue SC, do Governo do Estado, disponível gratuitamente para os sistemas IOS e Android. Por lá, é possível tirar uma foto e encaminhá-la para automaticamente à plataforma. Os dados ficarão à disposição da Sala de Situação do Estado, em Florianópolis, responsável por acionar a equipe local para verificação e, por meio de seus agentes, fazer o combate.

Por meio do portal www.dengue.sc.gov.br, do Governo do Estado, há ainda dicas e orientações sobre as três doenças, a relação do vírus com a microcefalia, além de boletim epimediológico atualizado e materias que campanha que podem ser utilizados na divulgação de informações sobre o mosquito.

> Texto disponível também no site Site da FCDL.

CDL Palhoça

Click to open a larger map